26.9.16

mudanxar

Eu vivo a deliciosa incerteza a cada instante. E exceto a defesa radical da Liberdade absoluta, não tenho convicções inabaláveis. Não creio em destino. Adoro varandas. Construo jardins...

A vida é incerta. Uma corda bamba de seda à beira do abismo me excita. Eu não quero ordens — eu quero música. Ninguém me prende, ninguém me dirige, ninguém me controla. Não aceito invasões. Ninguém pode viver minha vida em meu nome. Não terceirizo as minhas emoções. Não estou à venda. Sou eu que faço as minhas escolhas.

Sou livre.

E quero que você também seja!

Um comentário:

Edson Marques disse...


Adoro mundanxar!

http://mude.blogspot.com.br/2016/09/mudanxar.html