13.6.16

inveja

Hoje quero escrever um breve texto sobre essa coisa horrorosa chamada inveja. Vou começar alterando uma frase genial de José Ingenieros, para deixá-la mais ou menos assim:

A inveja é o modo mais aberrante de prestar homenagem à superioridade alheia.

Escrevi algo sobre as invejas sublimada, neurótica e perversa. Contudo, ainda estou refinando o texto, pois passei a considerar desnecessária tal classificação. No fundo, toda inveja é perversa. Está prevista e condenada nos Dez Mandamentos, e expressa entre os Sete Pecados Capitais. Ou seja: imperdoável até mesmo por Deus! Ela também é condenada em todos os livros e códigos que tratam da ética nos relacionamentos humanos. Shakespeare acabou colocando-a no rodapé da moral. A inveja é condenável, em si — e em todos os sentidos!

Roedores da glória alheia, os invejosos são simplesmente abomináveis.

3 comentários:

Edson Marques disse...


A inveja é um dos sete pecados capitais!

http://mude.blogspot.com.br/2016/06/inveja.html

Edson Marques disse...


Sou que nem a formiga, que às vezes não consegue saltar uma gota d´água — mas cai de um arranha-céu sem se ferir...

Edson Marques disse...


Mas Deus me convidou a estudar filosofia, talvez exatamente para que eu tivesse capacidade intelectual de questioná-Lo em certas coisas. Afinal, Nietzsche já estava mesmo morto...