22.2.16

soul apenas um poeta

Eu não nasci para satisfazer as expectativas de ninguém. Nem mesmo as minhas — que aliás nem tenho. Sou apenas um poeta, meio louco, totalmente livre, amoroso e sensual. Gosto de viver abraçado às coisas alegres dançantes do mundo... Tudo sem pressa e sem pressões. Tomando sol e vinho branco ao lado de dentro dos meus amores. Parece pouco — mas é tudo. Afinal, eu sou assim. E não quero ser mais do que soul...

3 comentários:

Edson Marques disse...


Soul apenas Eu.

http://mude.blogspot.com.br/2016/02/soul-apenas-um-poeta.html

Malu Silva disse...

Voltei a blogar. Estou com espaço novo. Aguardo visita dos amigos!!!

http://momentosbrancoepreto.blogspot.com.br/

Jesica M disse...

Oi Edson, cheguei no seu blog ao ouvir um poema seu na radio de Flavio Siquiera, Só queria registrar que chamou minha atenção, liberdade sensibilidade e expressão, sem se importar em agradar a todos, se asim fosse não seria um poeta nei mesmo um pensador! Gostei!