19.1.16

eramos dois

ÉRAMOS DOIS

Éramos dois
como se fôssemos mais,
e éramos tantos
como se dois
apenas.

Então,
a porta do meu peito
se abriu
como um sorriso terno
que beijava o sol
daquela tarde:

As dobradiças não rangeram,
não havia perfume
de amores antigos,
nem se crisparam as mãos.

E o sorriso da porta
cresceu
de forma tranquila
e se fez palavra.

Naquela tarde
não houve sombras
na minha espera.

Edson Marques

4 comentários:

Edson Marques disse...


Pensando em minha Mãe...


http://mude.blogspot.com.br/2016/01/eramos-dois.html

Ritinha disse...

Edson
Depois de um longo tempo longe, voltei e senti o quanto é gostoso estar por aqui.
Muito bom... matando aos poucos a saudade
bjs
Ritinha

Anônimo disse...


http://www.ibdd.org.br/arquivos/acessibilidade.pdf

http://empresascity.com.br/quem-somos

Ritinha disse...

Por isso digo! Deus nos dá a cada novo dia a chance de vivermos intensamente, se não hoje... amanhã e sempre!