29.7.15

toques e clicks

Se você não vier me ler agora nada mais aqui fará sentido. São teus dedos e toques e cliques que me acordam duplamente a todo instante. Há uma doce cumplicidade entre a minha e a tua gostosura. Essa voz que canta e dança em minha língua portuguesa é tua, assim como tua é a boca vermelha que escancara os meus gritos de amor e liberdade. São teus olhos diamantes que transformam os meus textos em sagradas escrituras. São teus os lábios deliciosos que conjugam o Verbo Coração no céu da minha boca.

Sem você, eu fico mudo.

2 comentários:

Edson Marques disse...


Viva a Voz!

http://mude.blogspot.com.br/2015/07/toques-e-clicks.html

Toque-Me.

Edson Marques disse...


O tempo passa. Como um rolo compressor — sobre os sonhos não sonhados.


Eu e ela nunca brigamos. Nem mesmo por causa de Deus. Ela nunca pretendeu fazer escolhas em meu nome. Ensinou-me a ser livre e a livrar-me do medo. Quando não podia me dar coragem, não me dava nada. Nunca houve desavenças entre nós. Nenhuma reprimenda, nenhuma palmadinha, nenhum puxão de orelha. Só amor e compreensão. Espero que a tua mãe, nesse aspecto, seja exatamente igual à minha.


Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas. Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.