23.7.15

nunca corte

Todas as relações são passíveis de rompimento. E aquelas que deixam de ser prazerosas DEVEM ser rompidas. Mas, quando você se for — mesmo que suponha ser para sempre — nunca diga "não volto mais!". Não assuma compromisso algum quando enfim estiver dando um belo salto no misterioso azul profundo da Vida. Por que deveria você comprometer-se a não voltar jamais? Por que comprometer-se? Deixe abertas as portas da Liberdade. "Nunca corte aquilo que pode ser apenas desatado". E se algum dia você for, simplesmente vá — dançando nas delícias todas que a vida tem. Mas deixe abertas as possibilidades de um retorno glorioso, ou até mesmo um recomeço cambaleante — quem sabe.

2 comentários:

Edson Marques disse...


Texto ainda em fase de revisão.

http://mude.blogspot.com.br/2015/07/nunca-corte.html

Edson Marques disse...


"Nunca corte aquilo que pode ser apenas desatado".

Essa frase já deve ter sido dita nalgum velho livro religioso, talvez dos judeus. Ainda preciso descobrir qual.