20.5.15

inclinado a viver sempre


A Vida é uma Delícia!



Um grande amor de ontem, um grande amor de hoje — ambos inesquecíveis. Uma garrafa de vinho branco recém-aberta, e eu inclinado a fazer loucuras... Uma tulipa amarela que nunca morre, a tarde que promete amores enormes para sempre, e o tempo todo do mundo à minha espera. E a Vida me CONVIDA pra dançar.



Eu seria injusto se pedisse mais.

4 comentários:

Edson Marques disse...



Deus me deu o dobro do que eu nem sequer pedi... rs!

http://mude.blogspot.com.br/2015/05/inclinado-viver-sempre.html

É a vida!

Edson Marques disse...


Assim como o andarilho tem que afastar-se da cidade para perceber a altura de suas torres, eu também às vezes me afasto de quem amo só pra perceber o tamanho desse amor...

Edson Marques disse...


O AMOR É SIMPLES.
Se meu amor por Marina (aos sete anos) fosse eterno, eu estaria com ela ainda hoje — e não teria conhecido Suzana, que é uma deusa inesquecível. Se eu tivesse ficado com Suzana para sempre, não teria conhecido Patrícia, nem Vera, nem Alessandra, nem Janaína, nem Carol, nem Beatriz. Se eu tivesse sido exclusivo de Vera ou Janaína, não teria me apaixonado por Joyce Ann — que ainda é uma das minhas nove musas. Mas se eu ficasse apenas com Joyce, não teria conhecido a morena maravilhosa de ontem à noite. E assim por diante...

O que me encanta mesmo é a liberdade absoluta, incondicional.

Aliás, pensando bem, se o amor de Marina por mim também tivesse sido eterno, ela não teria conhecido nenhum dos seus outros amores. Assim deve ter acontecido com todas que eu amei e que me amaram — e que depois tomaram novos rumos. Se eu esperasse (ou, o que é pior, se eu tivesse exigido) que cada uma delas ficasse só comigo, nem consigo imaginar como as coisas estariam hoje. Minha vida certamente seria um pandemônio. Ou eu já estaria totalmente morto e soterrado por uma avalanche de complicações que isso envolve. A ideia de exclusividade amorosa e sexual não me agrada nem um pouco. O amor tem que ser livre — em todos os sentidos — e de todas as formas.

É a vida!

Edson Marques disse...



Para expressar o que hoje ao teu lado senti
tem que ser a palavra que ainda não há.
Tem que ser o gesto amoroso
que ainda não feito,
e o poema bendito que eu nunca escrevi.
Texto de 2011, lindo!
Edson. 21.05.15. Postar no Mude de novo.

O amor é legal – mas só a parte ilegal dele é que excita.
Edson. 21.05.15. 01h48.

MudeDeNovo.com

Madrugada de 21.05.2015. Acabo de ter a ideia 461. Automatizar a abertura e fechamento das tampas de fogões.
Edson. 21.05.15. 02h13.