29.8.14

dois jesus

Em verdade, em verdade, eu vos digo: Há dois Jesus Cristo: o teológico e o histórico. O Jesus da Teologia é Filho de Deus, personagem central da Mitologia Cristã — e sobre Ele não quero falar agora. Nem é preciso, pois as autoridades da Igreja se encarregam disso.

Mas o Jesus histórico — esse era o Filho do Zé. Desde pequenino já era diferente. Ovelha negra. Uma mistura de santo, poeta, filósofo, artista e mestre zen. Solucionava conflitos, mostrava caminhos. Magro e simpático. Cabeludo. Falava por parábolas — ninguém o entendia. Amava mulheres e homens. Era completamente livre. Nunca se casou. Adorava uma festa: bebia vinho, dançava, brincava com todo mundo. Fazia milagres. Vivia sorrindo. Gostava de perfumes caros. Namorou Madalena. Dormia pouco. Jamais trabalhou...

Os dois eram Sábios, e ambos merecem meu respeito.

Mas eu gosto muito mais do Poeta!

Um comentário:

Edson Marques disse...


É a vida!

http://mude.blogspot.com.br/2014/08/dois-jesus.html

Agora, um café puro, com pão de batata e catupiry...