5.4.14

neg-ocio

Ter sucesso é ser feliz. E se por acaso o dinheiro te traz felicidade, tudo bem. Ganhe dinheiro. Muito dinheiro. Mas, ao mesmo tempo, questione se apenas dinheiro te basta. Verifique se amor e cultura, por exemplo, também não te fariam ainda mais feliz. Uma aula de violão pode ser mais prazerosa que uma reunião de negócios. Mas tudo tem que ser espontâneo. Tem gente que faz do negócio um jogo — e isso pode até ser interessante... Afinal, a vida é um jogo. Mas a vida não está apenas em reuniões de negócios. Às vezes o ócio é melhor do que o negócio. Tem dias que eu prefiro o ócio ao negócio. Mas tem dias que não. A vida é um jogo e o negócio é um deles. Mas, para mim, indiscutivelmente, a Liberdade é sempre melhor do que qualquer outra coisa.

Um comentário:

Edson Marques disse...


Ainda estou revisando esse texto sobre Felicidade. Texto que é parte de um ensaio que comecei a escrever quando ainda estudava Filosofia na USP, por influência do Professor Aristóteles. Saudades dele!

http://mude.blogspot.com.br/2014/04/neg-ocio.html

É a vida!