25.3.13

39

Esta noite, esta madrugada, enquanto os relâmpagos penetravam insistentemente pela janela e faziam teus olhos brilharem de prazer, a Volúpia, mais uma vez, descobriu com seu manto a tua alma, e eu cheguei a desejar... que os Deuses te protejam da minha ousadia — mas nunca da minha paixão!

2 comentários:

Edson Marques disse...

É a vida.

Mesmo com chuvas e trovoadas, raios e relâmpagos...

http://mude.blogspot.com.br/2013/03/39.html

Suely Bezerra disse...

Vim agradecer a visita e pedir desculpas pelo transtorno causado sem intenção: Aqui se encontra alguns endereços de sites onde vi e li a frase.
Agradeço o esclarecimento.

http://frases.globo.com/clarice-lispector/5105


http://pensador.uol.com.br/frase/MTcxMzcx/

http://www.frazz.com.br/frase/clarisse_lispector/so_o_que_esta_morto_nao_muda_repito_po/63132


http://www.allthelikes.com/quotes.php?quoteId=4364773&app=103583

http://kdfrases.com/frase/98008