25.2.13

ela

A lua, agora, tão brilhante lá no Céu. Selene — distante e cheia, serena, mas também aqui, e plena, esparramada e solene, prateando amorosa e doce o chão madrugante do meu quarto crescente...

Talvez nós todos devêssemos ter uma Lua em nossa vida. Girando em torno de nós, nos dá o equilíbrio quase perfeito. Não nos deixa cair nos braços do Sol (o que nos seria mortal), nem nos deixa viajar para longe demais (onde talvez nem calor haveria).

Quem seria a Lua da tua vida?

4 comentários:

Edson Marques disse...

Talvez todos nós devêssemos ter uma Lua em nossa vida. Girando em torno de nós, nos dá o equilíbrio quase perfeito. Não nos deixa cair nos braços do Sol (o que nos seria mortal), nem nos deixa viajar para longe demais (onde talvez nem calor haveria).

Quem seria a Lua da tua vida?

http://mude.blogspot.com.br/2013/02/ela.html

sonia k. disse...

Bom dia!
V. me deixou muito encucada.
Acho que vou passar algumas horas pensando pra poder concluir sobre a lua de minha vida.
O que será que me daria o equilíbrio que v. sugeriu através dela?
Agora é pensar...sentir...responder... quem sabe, não é?
Lindo dia pra você e obrigada pela encucação, viu? Bjs.

Edson Marques disse...

Continuo alterando o texto original, criado hoje de madrugada. Inicialmente, era assim:

A lua, agora. Longe e Selene lá no céu, e cheia, e aqui, plena, esparramada e solene, prateando o chão madrugante do meu quarto crescente...

Depois, ficou assim:

A lua, agora. Brilhante. Selene lá no céu, distante e cheia, mas também aqui, e plena, esparramada e solene, prateando amorosa o chão madrugante do meu quarto crescente...

E mais tarde talvez fique ainda mais diferente.

É a vida.

Bandys disse...

Minha LUA seria voce!!

Beijos e saudades.