5.12.12

teclado racional

Estou aqui pensando no padrão do teclado dos atuais computadores. Por que manter sua arquitetura baseada na velha máquina de escrever? Por que não criar algo mais funcional, mais racional, com as teclas reproduzindo a sequência do alfabeto?

11 comentários:

Edson Marques disse...

Se passar um dia sem que eu tenha uma ideia nova — fico perplexo...

Neste momento, tomando água e vendo um filme na tv. Sem pressa e sem pressões, sem sono, sem fome, sem dor. Sem ciúmes. Sensível.

sonia kahawach disse...

Brilhantes suas ideias, mas não invente trocar o teclado do computador agora! Meus dedos já são totalmente viciados desde os 15 anos! Se mudar algo agora, vou fazer uma salada de letrinhas e abandonar minha maior distração. Brinque de outra coisa, tá? Tenha uma noite de estrelas já que sem sono e sem presa.

Geraldo de Lima disse...

Legal, Edson... Mas tenho que concordar com a Sonia... Reacostumar com a posição das letras no teclado vai dar um trabalhão! Abraço amigo, cuide-se bem...

Edson Marques disse...

Sonia e Geraldo:

Essa mudança seria gradual. Inicialmente, só as crianças aprenderiam pelo novo teclado. Dentro de um século, aproximadamente, já teríamos o novo padrão adotado.

Ou não... rs!

VIDA E LIBERDADE disse...

Criar....eis a questão...
Se você fizer isso, seu nome será imortal....apesar de já ser , não é mesmo?

boa madrugada....poeta!
são 4h03

o silêncio da noite ainda dorme!

Suzi disse...

Um muito bom dia. Seria o Edson um milhógrafo? Creio que não.Já regou seus lírios?

Suzi disse...

O que me faz lembrar: “A necessidade de muitos sobrepuja a necessidade de poucos.” Rs... você está na segunda turma, tá? Já deu banana para os “azulões”?

Edson Marques disse...

Suzi,

Dependendo do teclado, eu teclo com os dez dedos. Mas, no meu notebook, só digito com quatro ou cinco... rs!
Tem uma razão: meu pai dizia para que eu fosse um péssimo datilógrafo. Caso contrário, eu me tornaria facilmente um auxiliar de escritório logo no primeiro emprego. E foi o que aconteceu. Quando vim para São Paulo, aos dezessete anos, não sabia nem colocar papel na máquina de escrever. Reprovado (explicitamente, quase violentamente) na primeira entrevista de emprego... rs!

Foi então que tomei outros caminhos.
É a vida.

Edson Marques disse...

Ah! Os azulões já vieram, mas não tinha mais banana. Daqui a pouco vou sair para comprar algumas. Abacaxi eles não gostam... rs!

Suzi disse...

Coincidência, é justamente o que estou indo fazer. Comprar bananas. By byke. Beijo

sonia kahawach disse...

Nem sei se viu, mas foi uma graça o comentário da Suzi no dia 4/12, quando deu umas lambidinhas rsrs