2.6.12

sete horas afiando a foice

Quando eu tenho dez horas para roçar um terreno, gasto as primeiras sete afiando a foice.

7 comentários:

Edson Marques disse...

Quando eu tenho dez horas para roçar um terreno, gasto as primeiras sete afiando a foice.

Ainda é madrugada e continuo afiando a foice...
A vida é um terremo.
Às vezes.

http://mude.blogspot.com.br/2012/06/sete-horas-afiando-foice.html

Edson Marques disse...

Foi Abraham Lincoln, o lenhador, quem me inspirou essa frase sobre afiar a foice. Sobre a importância de planejar. Sobre ser zen e não ser afoito.

JAIRCLOPES disse...

Mas só afie a foice se for usá-la.

Edson Marques disse...

Tua visão da finalidade da foice é boa, Jair. Mas, filosoficamente, a grande questão é a correlação entre finalidade e função das coisas. Meu professor de Lógica, Oswaldo Porchat, dizia que uma nem sempre é a mesma que a outra. Aliás, quase nunca.

Vou pensar na sua colocação, mesmo assim.

Abraços,

Anônimo disse...

Você é o melhor poeta que eu conheço!!!
Ana.

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Bom fim de semana

Mágico Abraço

A Turma da Lulu disse...

Olá, Edson. Li seu comentário no post da Turma da Lulu e já corrigi meu erro primário! Perdoe-me a crença demasiada no que se lê na internet e o lapso de memória, pois seu poema realmente é muito conhecido.. e lindo (Mude).

Abraços

Luciane