18.5.12

alcool redondo

A escrita é o código da voz. Uma das maiores invenções — depois do orgasmo. A roda do vinho faz tudo girar. Depois de dois ou três copos minha voz Vitalina, e já realiza sinapses verbais. Ideias escorrem pelas pontas dos meus dedos falantes. Eu começo a desenhar flores e planos nos guardanapos do boteco divino, enquanto as delícias dançam no meu próprio coração. Meu peito entusiasmado, pleno de espírito, quase explode de alegria. Trilhões de átomos já estão se reunindo, sonho a dentro e mundo afora, desde hoje, para que eu os encontre em forma de estrelas e corpos em maio amarelo do ano que vem. E é por isso que eu escrevo declarações de amor a Deus nesta noite açucarada. A roda da vida faz tudo girar. O álcool deve ser redondo, e o Universo — também.

3 comentários:

Edson Marques disse...

Acabo de chegar — não importa onde. E comi feijão frio com goiabada e pétalas de lírio. Estava uma delícia!
http://mude.blogspot.com.br/2012/05/alcool-redondo.html
É a vida.

Edson Marques disse...

É um bom momento para continuar teorizando sobre a "constante intratômica" — uma ideia genial que tive ontem de manhã, enquanto estava estudando Mecânica Quântica.
Depois eu conto.

Edson Marques disse...

Esse "onde" onde acabo de chegar, a que acima me referi, não é um lugar: é um tempo. Uma situação maravilhosa. Uma circunstância irrepetível.