8.1.12

acordo de madrugada

Não basta só abrir a janela: é preciso abrir também a parede. Escrevi essa frase agora mesmo, aqui na cama. Acordando com uma ideia na cabeça: a de criar mais uma empresa, além da PCB com Joyce Ann. Mas só na cabeça: o coração ainda não se manifestou. Um copo de leite gelado é o que eu quero agora. Tem dias em que eu acordo de madrugada, como hoje, e tem dias, como ontem, em que eu durmo de madrugada. Sempre sozinho. Sozinho e completo. E eu vejo que isso é bom. Porque houve tempos em que eu não dormia nem sozinho e nem completo. E aquilo não era bom. Mas as coisas melhores que eu teria para dizer ainda não se acordaram, nos dois principais sentidos da expressão. Portanto, vou ficar aqui, no coração do silêncio. Não: acho que vou tomar um copo de leite ao lado do pezinho de lírio, ouvindo pássaros. Depois, a gente vê o que acontece com esse domingo maravilhoso.

Nenhum comentário: