1.8.11

luz diamante

Eu quero tua luz de amante

Nunca escondo meus leitores de si mesmos: mostro-lhes a parte escura que se perde dentro deles. Só gosta de me ler quem já tem brilho e não se assusta com palavras encantantes. Mas se eu não transformar as emoções em arte, não terei coragem de abrir meu peito e ser lido por você. Por isso, só me mostro inteiro após o meu espanto, e só te dou estas palavras depois que as refino. Se eu primeiro não polir as minhas pedras preciosas com amor e liberdade, como poderia eu querer trocá-las por tua luz diamante?

Nenhum comentário: