3.7.11

pico zen

À minha frente, um abismo. À minha direita, um buraco sem fundo. À esquerda, um despenhadeiro. Atrás de mim — o vazio absoluto. Parece que agora estou no pico.

Nenhum comentário: