9.6.11

temos nossas diferencas

Antes que o meu barco singre os mares desta vida, encho-o de coragem e de remos, iço as velas, desfaço todos os planos, jogo longe a bússola da normalidade, rasgo esses velhos mapas que me deram, encho de acasos meu próprio destino — e me afundo no desejo de amar.

Nenhum comentário: