30.11.07

toquem-me

Eu não falo apenas sobre relações que vejo: eu também falo sobre as relações que vivo. Ontem à noite, com o testemunho criativo de uma lua escandalosa, duas lindas mulheres vieram procurar-me em busca de emoções.

Como poderia eu negá-las?

Portanto, só me resta abrir-lhes os meus braços e deixar meu coração escancarado. Então, esqueço-me do mundo, transformo em pauta cada ponto que me envolve, minha alma vira de repente um violino, dou corda no meu Corpo entusiasmado — e digo docemente aos meus amores: Toquem-me...

Como se eu fosse música!

Nenhum comentário: