19.1.17

pessoas que dizem amar

Existem pessoas que dizem amar, mas na verdade cometem práticas totalitárias e ditatoriais contra o ser amado. Suprimem a liberdade do ser amado. Querem que o outro preste contas dos seus atos, e que faça um relatório até do que possa estar pensando. Exigem que o outro altere seus planos de vida, isole-se do mundo, renegue suas convicções, abandone os seus desejos, afaste-se dos amigos e destrua a própria personalidade.

Existem pessoas que controlam o ser amado de uma forma irracional. Se pudessem, instalariam câmeras de vídeo no coração do ser "amado". Viram carcereiros. Desrespeitam a privacidade do ser amado. Vigiam, vergonhosamente. Jogam o jogo sujo do poder mesquinho, praticam chantagem emocional, agarram, prendem, oprimem, sufocam.

E chamam isso de amor... Que horror!

Um comentário:

Edson Marques disse...



Tem muita gente assim... Nos dois lados da tragédia!

http://mude.blogspot.com.br/2017/01/pessoas-que-dizem-amar.html