10.2.16

colonia de vermezinhos

Dizem que havia uma colônia de vermezinhos graciosos no fundo de um lodaçal. De vez em quando, alguns subiam à superfície e nunca mais voltavam. Isso deixava perplexos aqueles que permaneciam. O que será que tem lá em cima, que tipo de perigos pode haver? — eles se perguntavam. Até que certo dia um deles acordou, pôs as duas mãos no coração e prometeu sinceramente aos seus irmãos: Vou subir e depois volto para contar a vocês como é o mundo lá em cima. Preparou-se bem, leu Osho e Henry Miller, armou-se de inocência e de coragem, aguou suas plantinhas, atualizou o Facebook, despediu-se dos amores, desfez as malas — e subiu. Ele tinha mesmo a intenção de voltar. Mas, assim que chegou à superfície, viu Luz, transformou-se numa libélula, abriu as DUAS asas — entusiasmou-se! — e voou alegremente para o azul anil do céu profundo... E agora já não pode mais voltar. Morreria se voltasse...

Certas promessas jamais serão cumpridas.

2 comentários:

Edson Marques disse...


É a Vida...

http://mude.blogspot.com.br/2016/02/colonia-de-vermezinhos.html

Nelson Moraes disse...

Oi, Edson. Aqui é o Nelson, seu colega de Blog de Papel. Tudo bem?

(Sou o que escreveu o 'Sax, Flauta e Cavaquinho').

Preciso falar com você sobre seu poema 'Mude', para eventual utilização em campanha publicitária. Você pode me retornar?

Deixei mensagem também no chat do Facebook. Se quiser falar por lá...

Abração.