26.12.15

norte sul

Se vou para o Norte ou se vou para o Sul — acho que nunca mais vou saber. Porque não é preciso mais saber, nos dois principais sentidos de saber e de preciso. Nada agora é mais preciso de que nada é necessário. Pois rasguei os meus mapas, joguei os meus remos, quebrei meu relógio e perdi minha bússola. Nesse barco à deriva eu me afundo no Amor.

Um comentário:

Edson Marques disse...


Afundar-se no Amor é salvar-se do Outro.

http://mude.blogspot.com.br/2015/12/norte-sul.html