19.8.15

general poeta

Quando eu tinha seis ou sete anos, minha Mãe comentou comigo as palavras da mãe de Picasso, sobre o filho ser padre ou ser soldado. Entretanto, disse-me que não gostaria que eu fosse nem padre nem soldado. E se, por acaso ou por destino, eu seguisse uma dessas carreiras, teria que ser, no mínimo, papa ou general. Mas ela queria mesmo é que eu fosse um poeta. Um artista das palavras doces. Só isso.

2 comentários:

Edson Marques disse...


Amo minha Mãe.

http://mude.blogspot.com.br/2015/08/general-poeta.html

Hoje vou telefonar pra ela e declamar esse texto.

Siby disse...

Estou acompanhando o que você escreve... Hoje me comovi e não posso deixar de dizer que é lindo o seu texto. Meu carinho, poeta