11.7.15

engraxates da se



Ontem à tarde estive novamente na Praça da Sé, onde o André engraxa sapatos. Empreendedor confiante e criativo, ele repaginou sua cadeira, cuidadosamente. Amorosamente.



E eu fiquei lá, pensando...







O que será que nós podemos fazer por ele?

4 comentários:

Edson Marques disse...


Fazer por eles algo mais do simplesmente engraxar os sapatos. Uma nova proposta arquitetônica ou de negócios, seria melhor.

http://mude.blogspot.com.br/2015/07/engraxates-da-se.html

Veremos.

Edson Marques disse...

Eu vivo de ideias e sonhos. Mas quando as coisas resistem às minhas ideias, e o mundo resiste aos meus sonhos — não penso nunca em mudar de sonhos nem sequer mudar de idéias: eu procuro primeiro mudar de coisas, e em seguida mudar de mundo.

Só depois me desencanto...

E jamais me desespero!

Edson Marques disse...


O erro que vem da ignorância não me ofende.
O que me chateia é a desonestidade intelectual.

Edson Marques disse...


Em 22/07/2015 fiquei sabendo que André morreu.

Publiquei no Facebook uma nota: AQUI.

A vida continua para quem está vivo...