15.6.15

teu medo te mata

Tens primeiro que rebelar-te contra o medo, para só depois rebelar-te contra os outros que te oprimem. Teus opressores são muitos, infinitos, mas o maior deles mora dentro do teu doce coração. Teu peito transformou-se em gaiola desgraçante dos anseios que tu tinhas. E agora, uma coisa feia chamada Medo te abraça por dentro — e assassina a tua própria liberdade. Tua coragem parece hoje entorpecida. Por que é que teimas em sufocar horrivelmente a tua voz? Quero de novo te ouvir o grito, meu Amor.

Um comentário:

Edson Marques disse...


Teu maior carrasco chama-se Medo.

http://mude.blogspot.com.br/2015/06/teu-medo-te-mata.html