31.3.15

ideias

Ideias nascem na minha cabeça como fossem cabelos. Às vezes lisas, outras vezes enroladas, em cachos, negras, loiras, caracóis. Tenho que penteá-las, faço luzes, dou-lhes brilho, corto as pontas. Algumas são aranhas, apressadas, delirantes; outras, cor de trigo, ouro em nuvens, brancas, loucas, prateadas. Diferentes entre elas, multicores, quase sempre. Todas minhas, entretanto. Mas empresto-as, livremente, desde que me citem. Ou as vendo — por bom preço...

3 comentários:

Edson Marques disse...


Tudo está cada vez melhor, cada vez mais gostoso, cada vez mais fascinante, cada vez mais maravilhoso!

http://mude.blogspot.com.br/2015/03/ideias.html

É a vida!

Edson Marques disse...

Antes que me perguntem:

Eu não estou à Venda (como digo no meu livro).

Mas minhas ideias, sim... rs!

Edson Marques disse...

Sou um estrategista nato. Jogo xadrez com a Vida a todo instante. Sempre vejo três ou quatro lances à frente. E não deixo as circunstâncias simplesmente acontecerem. Se de alguma forma me envolvem, ajo sobre elas. Faço com que atendam meus propósitos. Racionalmente. Respeitosamente. Amorosamente...