28.2.15

coracao ditador

Apaixonar-se é uma delícia. Amar alguém é uma delícia. Gostar da presença de uma determinada pessoa, também. Mas, supor que essa pessoa, a partir de um certo dia, só comigo pode ter alegria, tesão e prazer; supor que essa pessoa só pode ser feliz EXCLUSIVAMENTE ao meu lado — isto é patético! O que está por trás dessa suposição absurda é o desejo de controle. Um sentimento de inferioridade latente que deve ser compensado com demonstrações de força. O ciumento tem um coração de ditador. Um coração egoísta... Supor que se pode deter o controle das emoções do outro é lamentável, para dizer o mínimo. São idéias malucas de grandeza.

2 comentários:

Edson Marques disse...


Você conhece algum coração ditador?

Espero que o teu não seja um... rs!

http://mude.blogspot.com.br/2015/02/coracao-ditador.html

Edson Marques disse...

A capacidade de pegar uma informação e processá-la com rigor — é fundamental na construção da inteligência. Não perceber uma informação como tal, ou não ter mecanismos racionais de processá-la, leva uma pessoa a agir como um simples animal.