6.12.14

eramos dois

ÉRAMOS DOIS

Éramos dois
como se fôssemos mais,
e éramos tantos
como se dois
apenas.

Então,
a porta do meu peito
se abriu
como um sorriso terno
que beijava o sol
daquela tarde:

As dobradiças não rangeram,
não havia perfume
de amores antigos,
nem se crisparam as mãos.

E o sorriso da porta
cresceu
de forma tranquila
e se fez palavra.

Naquela tarde
não houve sombras
na minha espera.

Edson Marques

Um comentário:

Edson Marques disse...


Comemorando minha ideia 432 - a dobradiça mágica. Uma invenção revolucionária (para o setor de marcenaria e construção civil), cuja ideia nasceu na madrugada de anteontem, aquela da aranhinha.


http://mude.blogspot.com.br/2014/12/eramos-dois.html

Depois da patente, contarei detalhes aqui.

É a vida...