12.12.14

barco do desejo

Antes que o meu barco singre os mares revoltos desta vida, encho-o de coragem e de remos, iço as velas azuis, desfaço todos os planos, jogo longe a bússola da normalidade, rasgo na hora todos os mapas que me deram — e me afundo no desejo de amar.

Vou agora criar uma deliciosa tempestade no meu coração!

Um comentário:

Edson Marques disse...


Tem que ser assim...

http://mude.blogspot.com.br/2014/12/barco-do-desejo.html

É a vida!