4.11.14

quero festas

Nunca mais eu quis voltar à terra firme: quero continuar navegando nessas águas enluaradas de alto mar profundo, com ondas de às vezes quinze metros. E se por acaso volto à terra por uns tempos, passageiro, prefiro um porto alegre a um porto seguro. Quero festa na chegada e na partida. Nas novas chegadas, nas novas partidas. Quero festa nas quebradas. E nas inteiras...

Quero festas!

Um comentário:

Edson Marques disse...


A vida é uma festa!

http://mude.blogspot.com.br/2014/11/quero-festas.html