15.6.14

morador de lua

Ainda vou tornar-me um morador de lua. Toda noite, poeticamente, sem pressa alguma, varrerei a poeira das estrelas com um cintilante buquê de rosas vermelhas e depois dormirei sonhando no meio-fio de uma navalha louca. Abraçado a Baudelaire. E coberto com um lençolzinho de cetim azul-celeste que eu ganhei da minha Mãe...

Um comentário:

Edson Marques disse...


Tomei café com tempo e alegria. Leite com Colomba Pascal da Bauducco e duas laranjas inteiras, partidas em quatro. Agora colocando o vídeo da Fernanda no Youtube e escrevendo sobre a Teoria do Espírito Santo. Logo mais, vou preparar o desenho da nova calçada de Moema e do sistema holístico para as casas da Vila Madalena.

Mais tarde, almoçar com meus amores. Não sem antes falar com minha Mãe.

É a vida, deliciosa vida!

http://mude.blogspot.com.br/2014/06/morador-de-lua.html