8.5.14

conclusoes que aodramos

Não devemos ficar muito impressionados com uma ideia, só porque ela é nossa. Toda hipótese boa não passa de um pequeno passo no caminho do verdadeiro conhecimento. Temos que perguntar, sempre, por que uma determinada ideia nos agrada tanto. Temos obrigação intelectual de compará-la, imparcialmente, com as alternativas. É bom verificarmos se é possível encontrar razões que a invalidem. Aliás, essa verificação é fundamental. Porque, se não fizermos isso, outros certamente o farão — e nós poderemos ser inclusive ridicularizados. Nossa reputação intelectual pode ir para o ralo... O que nos deve interessar, portanto, antes de tudo, é a verdade, e não o nosso apego inabalável a certas conclusões que adoramos.

3 comentários:

Edson Marques disse...


Quem não conhece a Lógica tem mais dificuldades para viver.
Suponho.

Vou agora a mais uma aula de Mandarim.

É a vida.

http://mude.blogspot.com.br/2014/05/conclusoes-que-aodramos.html

Aodramos?!

Edson Marques disse...


Temos que questionar tudo — inclusive a necessidade de questionar tudo... A certeza absoluta inquestionável é uma característica dos imbecis.

Graça Pereira disse...

Questionamos...E então? precisamos de respostas.
Beijo
Graça