25.3.14

araras

As araras amazônicas podem viver até setenta anos, quando em cativeiro. Mas, soltas no seu habitat, vivem em média apenas trinta e cinco. Como se pode concluir, também no caso das araras, quem vive em liberdade corre mais riscos. Além disso, a gaiola oferece alguns confortos que a vida livre não dá. Então eu te pergunto: se você fosse uma arara, escolheria viver trinta e cinco anos em liberdade — ou setenta em cativeiro?

E se você não fosse uma arara?

3 comentários:

Edson Marques disse...


Eu conheci uma arara em São Francisco Xavier. Aliás, eram duas. Mas uma delas era mais íntima da gente. Tenho saudades dela...

Mas agora vou tomar um café, com açúcar e sem pressa. Como sempre. E depois vou à Vila Madalena ver outra obra de arte.

É a vida.

http://mude.blogspot.com.br/2014/03/araras.html


Graça Pires disse...

A liberdade, mesmo com todos os riscos, é o mais precioso dos bens.
Abraço.

Tais Luso disse...

Olá, Edson!

Mas o que eu faria 70 anos num cativeiro? Que alegrias e realizações eu teria? E para que viver tanto tempo confinada? Já dei minha resposta!

Abraços!