2.2.14

te espero

Hoje eu quero ir até onde a minha imaginação nem chega. E se não nos abraçarmos esta noite, te encontrarei depois no interior do vazio gostoso e profundo que há entre o chão e o Pico.
Salte, amorosamente!
Te espero.

6 comentários:

Edson Marques disse...

Te espero.


http://mude.blogspot.com.br/2014/02/te-espero.html

Edson Marques disse...



O chão que não cresce nunca se torna pico.

Edson Marques disse...



Só quem tem equilíbrio é que merece o pedestal.

Edson Marques disse...

As energias que eu gasto para afastar de mim as tentações são certamente maiores do que aquelas que eu talvez gaste para senti-las com amor e risco, e suportar as penas!
Então, por que gastar energias vitais afastando as tentações entusiasmadas?
Por que reprimir esses belos demônios que me trazem fantasias?
Por que afastar de mim a minha própria Natureza?

Cris Bo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris Bo disse...

Bellas letras, con tu permiso me quedo para seguir tu sitio!
Buen comienzo de semana, besos!

http://sombriabelleza.blogspot.com/