26.2.14

nao se impresionem

Eu morava numa casa deslumbrante. Tinha até cachoeira na piscina e palmeiras no quintal. Meus amigos todos ficavam perplexos com tamanha riqueza, e eu lhes dizia:
— Não se impressionem: a casa não é minha.
Depois (ou antes, já nem me lembro), eu também morei numa casinha de sapé, chão batido, fogão de lenha, roupas penduradas em barbantes, chovia dentro. E meus amigos também ficavam perplexos com tanta pobreza, mas eu lhes dizia:
— Não se impressionem: a casa não é minha.
Hoje eu moro aqui, sozinho à luz da Lua, e continuo dizendo aos meus amigos:
— Não se impressionem: a Lua não é minha...

4 comentários:

Edson Marques disse...


Nesta madrugada o original está assim:

Eu morava numa casa deslumbrante. Tinha até cachoeira na piscina e palmeiras no quintal. Meus amigos todos ficavam perplexos, e eu lhes dizia:
— Não se impressionem: a casa não é minha.
Depois (ou antes, já nem me lembro), eu também morei numa casinha de sapé, chão batido, fogão de lenha, roupas penduradas em barbantes, chovia dentro. E meus amigos também ficavam perplexos, mas eu lhes dizia:
— Não se impressionem: a casa não é minha.
Hoje eu moro aqui, sozinho à luz da Lua, e continuo dizendo aos meus amigos:
— Não se impressionem: a Lua não é minha...

Hoje eu dormi numa cama de jornal, no chão.
Faz parte do jogo... rs!


Talvez eu revise esse texto mais tarde. Depois do café na casa do amigo Chinês e da esposa simpática, cujo filho entrou agora na Unicamp.

É a vida.

Meu nome é Desapego.

Edson Marques disse...


Link para o texto de hoje: http://mude.blogspot.com.br/2014/02/nao-se-impresionem.html

Edson Marques disse...


Vocês poderão discordar de muitas coisas que eu digo aqui. Muitas. Afinal, cada um de nós é um ser único. Cada um de nós tem seu próprio tempo, seu sistema de valores, sua própria maneira de julgar um fato, analisar fenômenos, fazer escolhas, cavar buracos e encontrar saídas. Cada um de nós tem sua particular visão do mundo — intransferível, única, exclusiva. Cada um tem suas idéias de verdade, de justiça, de amor, de religião.

Cada um de nós tem seu próprio modo de se salvar.

Ou se perder...


Edson Marques disse...


Todo coração tem seu próprio coração.
Não permita que o de fora aprisione o de dentro.