10.2.14

eu te cutuco

Daqui você sai diferente do que era quando entrou. Eu quero te provocar, intelectualmente. Quero que você suba ao palco da Vida agora. Por isso é que nas cadeiras poéticas do meu teatro eu coloco um monte de pregos instigantes e palavras que te cortam. Eu te provoco com metáforas de açúcar. Eu te cutuco com verbos e delícias insistentes. Eu te cutuco com flores e estrelas, todo dia, porque eu quero que você pense de modo profundo. Quero que você mude. Quero que você viva.

Enfim, eu quero que você dance no arco-íris de um violino que se chama Liberdade!

5 comentários:

Edson Marques disse...


Quero que todos os bons vivam.


http://mude.blogspot.com.br/2014/02/eu-te-cutuco.html

Edson Marques disse...



Melhor não dizer nada quando não podemos dizer tudo.

Edson Marques disse...



Jamais experimente a Liberdade se você não for capaz de suportar a Solidão.

Edson Marques disse...



Aquele que nós achamos que é o maior amor do mundo — nunca é o maior amor do mundo. Tem sempre um maior ainda, à nossa espera...

Edson Marques disse...



Nada é imoral, exceto a moral errada.

E certas "perversões" só são perversões aos olhos de quem já se desintegrou.