21.12.13

vida sabado


A Vida é um Sábado.



Um grande amor de ontem, um grande amor de hoje — ambos inesquecíveis. Uma garrafa de vinho branco recém-aberta, e eu inclinado a fazer loucuras... Uma tulipa amarela que nunca morre, a tarde que promete amores enormes de amanhã, e o tempo todo do mundo à minha espera. E a Vida me convida pra dançar.



Eu seria injusto se pedisse mais.

5 comentários:

Edson Marques disse...

Em todos os sentidos...

Edson Marques disse...

Às vezes, temos que por uma coleira no Outro para salvá-lo.

Escrevi essa frase agora há pouco. Nesta manhã de sábado de aleluias. Aliás, todos os meus sábados são de aleluias...

É a vida!

Edson Marques disse...

O quadro à esquerda é uma releitura de Modigliani, pintura de Joyce Ann. A foto à direita é de Rose. The Rose. Dois grandes amores.

O vinho é argentino.

É a vida.

Edson Marques disse...

Eu te amo quando não preciso mais dizer te amo.
Eu te amo quando reconheço teu Direito de Fazer Escolhas.
Eu te amo quando respeito tua própria liberdade tanto quanto a minha.
Eu te amo quando compreendo tua vontade de às vezes ficar só.
Eu te amo quando não te sufoco com chiliques ou pressões.
Eu te amo quando ponho afeto entre as nossas distâncias.
Eu te amo quando aplaudo os teus desejos de voar.
Eu te amo quando me convenço de que o ciúme é o câncer do amor.
Eu te amo quando te ajudo a ser mais livre do que eras quando eu te conheci.
Eu te amo quando a recíproca a tudo isso também é verdadeira.


Este poema é do meu livro "Solidão a Mil", página 348.

Eligilvan disse...

A vida é um sábado de samba e de som...