6.11.13

o que eu prego

O que eu prego é um delicioso convite à transformação pessoal. É uma busca infatigável por algo que é fundamental à dignidade da vida humana: a própria liberdade. O que proponho vai no sentido de uma ruptura com esse marasmo em que nossa vida acabou se transformando. Uma radical e deliciosa ruptura com essas bobas normas injustas, e com tudo o que de alguma forma nos oprime. O que eu prego não é uma provocação: é um desafio emocionante: é a possibilidade aberta de uma escolha consciente do próprio caminho. Uma opção pela Vida. Nada mais...
Nada menos.

6 comentários:

Edson Marques disse...

Os vivos optam pela Vida.
Sempre!


Link: http://mude.blogspot.com.br/2013/11/o-que-eu-prego.html


Vou agora tomar um café. Com Deus, é claro. E com açúcar. Depois, descerei ao Mundo para escrever a inicial de um processo.
É a vida... rs!

Edson Marques disse...

Economizar no amor é uma demonstração de egoísmo. Guardá-lo só para nós mesmos, por quê? Mesquinharia. Da mesma forma que dá-lo todo para uma pessoa só é uma coisa descabida. Preferência inexplicável, quase um nepotismo... Um favorecimento ilícito. O que eu proponho é abrirmos a mão quando se trata de amor. Sem mesquinharia!

Ritinha disse...

Bom dia!!!
Interessante isso!
bjs
Ritinha

Edson Marques disse...

Não tenho herdeiros a quem deixar meus átomos.

Só tenho idéias.

Edson Marques disse...

Quem vive no seu próprio Norte não precisa de bússola.

Edson Marques disse...

Mais vale a espada que a bainha.