5.11.13

120 por hora

Eu vivo a cento e vinte minutos por hora.

2 comentários:

Edson Marques disse...

Mas agora vou tomar um café.

Completo: com açúcar e sem pressa. Feito por Gennaro sob as ordens diretas de Deus...

É a vida!

Edson Marques disse...

Eu sei que o que proponho é algo ideal. Eu sei que nem tudo são flores e estrelas na vida das pessoas. Nem todos conseguem livrar-se dos apegos, dos medos e preconceitos. Nem todos conseguem livrar-se da pressa e da opressão. Nem todos conseguem mudar os valores errados que herdaram. A inteligência emocional é coisa rara. A liberdade não se compra por quilo. Nem todos têm chance de preparar-se, de refinar-se como se deve. O sistema acaba atropelando quase todos. O tempo é escasso. Eu compreendo. Saltar profundo não é pra todo mundo. Entretanto, o fato de ser ideal o que proponho — isso não torna a minha filosofia de vida uma coisa condenável. Ao contrário, é uma porta escancarada para o Céu — desde que se entenda essa palavra como a metáfora mais perfeita da própria Felicidade. Portanto, continuarei defendendo-a, de todas as formas amáveis possíveis. Para sempre.