21.9.13

questoes

Qual dos loucos personagens sou eu mesmo, qual dos personagens que perguntam é que responde por mim? Qual deles já fui todo, e qual posso ainda vir a ser em parte um dia? Qual deles eu agora busco ser, de qual deles eu mais fujo, até mesmo sem querer? Que papel eu hoje desempenho, e qual aquele que não quero mais representar?

Você também, às vezes, não se coloca questões assim?

3 comentários:

Edson Marques disse...

Isso eu escrevi em janeiro de 1999, no Guarujá, tomando vinho, enquanto aguardava que surgisse Joyce Ann. E hoje, em SP, tomando outro vinho, muito mais gostoso, reescrevo, logo após falar com Joyce Ann por telefone.

Amorosamente.

É a vida!

http://mude.blogspot.com.br/2013/09/questoes.html

Suzi disse...

Edson, olá!

Sim. Sim para mim e sim para todos. Afinal, antes, agora e futuramente, tais inquietações sempre farão parte do componente humano.

Fatalmente, tais questionamentos costumam trazer alguma mudança. Mínima que seja. Mover-se sempre para a frente.

Exceto para o carangueijo. Pode ficar se questionando o quanto quiser, mas enquanto ficar andando de ladinho... Desnecessário explicar, ele por si só já é auto-explicativo. Rs...

Vida vida, noves fora, zero!

Aqui uma tempestade acabou de passar, deixou um ar refrescante e perfumado que ninguém diria minutos atrás quando parecia que o mundo estava acabando. É a vida!

Boa noite,

Beijo,

Suzi

http://www.youtube.com/watch?v=oYKg_TG2jxw

Ygo Maia disse...

É aí que está a grandeza do ser humano. Na capacidade de ser vários em um só.