25.9.13

liberdade nasceu

Minha liberdade é como a cor dos meus olhos — nasceu comigo. Ela não me foi dada por ninguém, e ninguém vai tirá-la de mim. É um direito meu, inalienável.

2 comentários:

Edson Marques disse...

Minha liberdade é sagrada.

Não vendo, não troco, não dou.

Deus castiga quem despreza a própria liberdade. Transforma-o em escravo...

coisas de carmen disse...

Edson, querido, é sua velha conhecida Carmen; eu compactuo de sua interpretação da liberdade. mas e na paixão? Amigo, eu estou às raias de me despojar de tudo, porque achei uma pessoa que sempre "conheci", fala por mim e eu me abandonaria inescrupulosamente numa prisão, mesmo que esse delírio durasse minutos. Estou perdida, não querido? Mas amanhã as coisas vão se assentando...que pena! rs bj