22.7.13

amar

Amar é permitir sempre. Amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar. Amar é ter um respeito absoluto pela própria liberdade — e pela liberdade do outro. Amar é compreender sempre. E isso não significa apenas entendimento racional. Vai além, muito além...
Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas.
Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.

3 comentários:

Edson Marques disse...

Amar é permitir sempre. Amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar. Amar é ter um respeito absoluto pela própria liberdade — e pela liberdade do outro. Amar é compreender sempre. E isso não significa apenas entendimento racional. Vai além, muito além... Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas. Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.

http://mude.blogspot.com.br/2013/07/amar.html

Pedaço de mim disse...

Olá,faz um tempão que não ando por aqui.Mas nunca esqueci o dia em que confundiram seu texto com o de Clarice e eu falei que não era de Clarice.Então vc respondeu que era seu.Acho que ainda foi na "ERA do orkut".Hj achei seu blog mexendo no meu que voltei a alimentar.Gosto muito do que vc escreve. Do jeito que pensa a vida.Vou enviando prá vc um texto meu.
"Ontem eu almocei estrelas.Preferi me alimentar do seu brilho a engolir palavras. Palavras amargas, sem nenhuma doçura ou candura. Minhas estrelas eu recheio com temperos especiais. Uma pitada de sonho, mais duas de poesia, mais uma de fantasia, um pouco de luz da lua e alguns raios de sol. São estrelas reluzentes cheias de muita magia. São luz clareando o dia e são eternas vigias, impedindo qualquer sombra que queira se aventurar a atrapalhar meu dia. Benditas estrelas, de papel, cola e gliter, que vocês me venham aos montes e tragam bastante alegria."

Abraço fraterno da Fátima

Lisa libanesa disse...

Amar é esperar o coração analisar bem e concluir que é de fato amor....
Amar é sentir o outro distante, experimentando você....
Amar é permitir que o outro invada seu coração a qualquer instante que desejar, trazendo a você , doces momentos e alegria dobrada em lençóis de cetim...
Amar é tocar violino com um só dedo e sair voando como um cupido, levando a harpa para o infinito!
Amar é tudo embrulhado no nada e é o nada, transformado em tudo novamente.


beijos , poeta!