28.6.13

amor inseguro

Ela me dizia que o meu amor não lhe dava segurança. E eu lhe dizia que quem quer segurança não deve buscá-la no Amor. É melhor contratar uma empresa. Mas ela, ingenuamente, insistia: queria que eu prometesse amá-la para sempre. Ela queria vínculos, promessas, alianças, papéis e confissões. Queria transformar-me de poeta em marido. Queria colocar-me uma coleira. Queria mudar quem sou. Então, amorosamente, eu lhe dizia: Veja bem: segurança, certeza, estabilidade — essas coisas você consegue apenas em relações mornas, cinzentas, tradicionais, medíocres... Comigo não! O meu amor será sempre livre, aberto, instável, incerto, inseguro... Porém sincero, e maravilhosamente louco!

5 comentários:

Edson Marques disse...

Comigo não!

Sou só um poeta livre — sem vocação alguma pra ser marido.

http://mude.blogspot.com.br/2013/06/amor-inseguro.html

Suzi disse...


Como é possível?!!

Ao te ler hoje o que dá para se apreender é que:

Você se expõe de A à Z, diz ao que veio e até ao quê não veio, e mesmo assim, está cercado de incautas casadouras (ou casadoiras, como queira)?!!

Afinal de todas as contas, por tudo e o todo que você se mostra, ter na mesma frase teu nome e a palavra marido, esta soa quase como um palavrão... rs

Se assim for, se isto é coisa do presente, penso que elas não estão acompanhando teu blog...

Ou estão na campanha "Cura Edson"...

Ou ainda você deve ser um um "bofe" irresistível que vale a luta...

Rs...

Bincadela... não resisti.

Tudo muito intrigante...

Beijo,

Suzi




Lisa libanesa disse...

Edson Marques é o único....ele sabe o que diz.... e como sabe!!!!!!!!!!!
Por essas e mais aquelas que jamais deixarei de te amar!!!

Beijos

Boa madrugada ........poeta!

29/06/13 03:19

facesdaalma disse...

Gostei muito.

o amor é tão livre quando a imaginação. O problema é quando ele é confundido com posse. Dai então o Ego necessita de controlar e aprisionar o outro para se sentir seguro. O pior ainda é quando a pessoa deseja que o outro preencha o amor que ele ainda não descobriu por ele próprio....
Abçs

Maria Luisa Adães disse...

E ela aceitou
tinha de aceitar!...

Maria Luísa