8.5.13

unhas cor de uva

Ela tinha as unhas cor de uva. Foi isso a primeira coisa que eu nela percebi. Aliás, eu primeiro percebi os pés dela. As sapatilhas, brancas, que logo imaginei tirando-as com os meus lábios... Ela segurava algo nas mãos, que agora já nem sei o que era. Uma carteira, talvez. E só não sei porque só olhava para os pés dela. Os pés e os cabelos. Os pés, os cabelos e as unhas. Cor de uva. No Shopping não havia mais ninguém. Só eu e Ela. Então eu tive um insight. Pois já não sabia se ficava apenas perplexo ou se me apaixonava logo de uma vez. Seria um desperdício se fosse o contrário. Por isso eu fiquei as duas coisas ao mesmo tempo... Dei-lhe um poema de amor. Um cartãozinho preto que expressou meu desejo intenso e alegre. E Ela então se foi. Sorrindo. Sorrindo e olhando pra trás. Talvez eu nunca mais a encontre de novo, mas vou para sempre lembrar-me dela como A Menina das Unhas Cor de Uva.

4 comentários:

Edson Marques disse...

Baseado em fatos deliciosamente reais, na agência Bradesco de um Shopping em São Paulo, nesta tarde ensolarada, inesquecível.

É a vida...

Edson Marques disse...

Isso aconteceu por volta das 17 horas de hoje.

Lisa libanesa disse...

Viver é isso, sentir que sai voando a qualquer momento...por um motivo que só você pode avaliar...
Esses divinos momentos são tão ou mais importantes e fundamentalmente verdadeiros ...muito mais do que 1 semana aprisionado com alguém que te quer amarrar...
Como é bom ter esse tipo de sensação!
Se tiver que ser tua...Ela volta...fica e se vai, para não perder o encanto...

Beijos.... poeta !!!

Edson Marques disse...

O nome Dela começa por Ela...