18.5.13

duas metades

Para que dois se tornem um, cada qual tem que usar apenas metade de si mesmo.
O que, obviamente, seria um absurdo.

2 comentários:

Edson Marques disse...

Acabei de levantar-me, duplamente, logo depois de ter acordado nos dois principais sentidos do Verbo. Agora, tomo meu terceiro copo de café, que fiz com água benta. Já visitei a minha Mãe e meus amores, e estou pronto para viver mais um dia de glória!

Estou até pensando em escrever um livro cujo nome poderia ser "Versículos Poéticos". Algumas coisas da Bíblia que me encantam, e para as quais me sinto tentado a sugerir retoques... rs!


http://mude.blogspot.com.br/2013/05/duas-metades.html

sonia k. disse...

Creio que seria interessante v. explicar como se é metade ou se vive metade para ser o complemento do inteiro.
O ser um, no meu conceito, é ser inteiro e se agregar ao inteiro do outro e vice-versa.E acho que já comentamos que não acredito muito em "panelas com suas tampas", alma gêmea e coisas assim.
Acho que existem afinidades profundas entre os seres e quando ocorre o encontro é uma explosão deliciosa.
Acho também que existe uma forte e abrasiva fonte de atração entre polos, que acaba por atrair para uma proximidade maior e então é a realização maravilhosa, a sensação de completude que encanta uma relação.
Assunto a se pensar e muita discussão, não é?
Tenha um lindo dia.
Carinhos