3.5.13

conclusoes que adoramos

Não devemos ficar muito impressionados com uma ideia, só porque ela é nossa. Toda hipótese não passa de um pequeno passo no caminho do verdadeiro conhecimento. Temos que perguntar, sempre, por que uma determinada ideia nos agrada tanto. Temos obrigação intelectual de compará-la, imparcialmente, com as alternativas. É bom verificarmos se é possível encontrar razões que a invalidem. Aliás, essa verificação é fundamental. Porque, se não fizermos isso, outros certamente o farão — e nós poderemos ser inclusive ridicularizados. Nossa reputação intelectual pode ir para o ralo... O que nos deve interessar, portanto, antes de tudo, é a verdade, e não o nosso apego inabalável a certas conclusões que adoramos.

4 comentários:

Edson Marques disse...

Temos que questionar tudo. A certeza absoluta inquestionável é uma característica dos imbecis.

http://mude.blogspot.com.br/2013/05/conclusoes-que-adoramos.html

Anônimo disse...

Você é um filósofo genial. A gente compreende, seus textos são maravilhosos. Te adoro!!!!

Ana.

Virgínia Viana disse...

É difícil lidar com isso, as vezes cansa mudar tanto de opinião, de ponto de vista. Tinham que manter-se firmes ao menos um tempo. Mas ao menos comigo não é assim, elas duram muitas vezes poucos minutos.

Suely Poubel disse...

Boa tarde Edson, estou aqui para te pedir mil desculpas...o erro já foi corrigido e a frase está com a autoria devidamente retificada. Aqui está o site de onde copiei a frase: http://www.bilibio.com.br, digitando o nome da autora Clarice Lispector, irá aparecer a sua frase, é a 3ª frase. Muito obrigado por me alertar...não sou escritora, nem autora de nenhuma obra, mas faço questão de respeitar os direitos autorais. Um grande abraço.
P.S.: À partir desse momento já me tornei sua fã e estou te seguindo.