1.4.13

pensem

Eu quero que vocês pensem, mas vocês parecem desperdiçar as possibilidades de reflexão séria que lhes proponho. Vocês acham que estou apenas brincando quando levanto estas questões, quase sempre de forma bem-humorada. Quando eu lhes digo para que reflitam seriamente sobre as coisas mais importantes da sua vida — que são o Amor e a Liberdade — vocês acham que estou ficando louco. Vocês riem de mim... Dizem que os meus livros não prestam e que eu nem sou deste mundo. Acham até que inventei essa história da Vó Vitalina, do Paritosh Keval e Filosofia na USP. Mas eu não desisto! E todo dia, assim que me levanto, eu me acordo pela segunda vez. Depois, tomo um café com Deus, coloco a mão no ombro Dele, e lhe digo:
— Pai, essas pessoas não sabem o que dizem nem o que fazem... Perderam a consciência, mataram a Lógica e vivem dormindo. Perdoe essas pobres criaturas...
E acorde-as, por Amor!

4 comentários:

Edson Marques disse...

Eu suponho que penso.

http://mude.blogspot.com.br/2013/04/pensem.html

Edson Marques disse...

A capacidade de questionar as próprias convicções é um atributo dos seres mais elevados.

Sueyne Maria Schramm disse...

Gosto muito das suas mensagens!

Pra mim, elas fazem todo sentido. Gosto muito de ler Osho também, e acho que as suas ideias são muito parecidas com as dele.

Parabéns pelo despertar e nos ajudar a despertar! :)

Lisa libanesa disse...

Só meu desejo para hoje é importante:
O desejo do desapego....
Vou conseguir! Você me ajudando....VOU!



BEIJOS, POETA!

LISA