14.3.13

dois caminhos

A vida tem dois caminhos:


Ou você segue o caminho da Tristeza,
arma-se de medo, de ciúmes e de falsas alegrias,
arma-se de angústia, fecha os olhos, se acomoda,
e segue o rebanho dos que não sabem;
obedece a regras injustas, não reage, não questiona,
não se aprimora, não lê, não significa,
nem percebe o absurdo em que se mete.
Vende a própria natureza
por duas ou três moedas de aço,
troca a inocência pela responsabilidade apressada,
torna-se respeitável aos olhos da sociedade,
cumpre horários, nunca tem tempo,
preocupa-se com coisas banais.
Comerciante das próprias emoções — já não brinca,
vive correndo, ama com pressa,
esquece-se da lua,
e se torna uma pessoa média, mediana, medíocre,
pequena, cansada e normal...


Ou você escolhe o caminho da Ousadia,
compreende, se aprofunda, vai mais longe, realiza,
respeita o ser humano que existe em você mesmo,
resgata a própria vida e o sorriso,
rompe de vez com o passado agonizante,
procura defender a verdade, a justiça e a poesia,
acorda e assopra o fogo da alma que dormia,
ultrapassa os limites que sufocam,
cavalga o cavalo negro, cego e alado
das paixões gostosas e sublimes,
enche o peito de coragem, corações e relâmpagos,
acende de novo esse vulcão que é o teu corpo,
deixa a própria cabeça plena de agora,
de ternura e de vertigem,
e parte em busca de Aventura, de Amor e Liberdade.


É uma simples questão de escolha.



Qual é o teu caminho?

5 comentários:

Edson Marques disse...

Depois publicarei aqui o poema todo.

http://mude.blogspot.com.br/2013/03/dois-caminhos.html

nanda disse...

é a escolha que sempre nos faz o que seremos.

Lisa libanesa disse...

É a ousadia que move o mundo ....

São nossas escolhas que nos fazem viver.....

Sei toda a lição só me falta saber gritar....


Beijos!!!

Lisa

Cláudia Costa disse...

Sim, é uma escolha.
Cá entre nós, de simples, não tem nada!

Bjks e uma boa vida.

Iracema Ananias* - Iara do Ivaí disse...

a vida tem dois caminhos ; qual é o meu?
Meu amigo poeta/pensador... Você atingiu fundo minha alma com sua indagação. Salvei suas palavras e vou ler, reler e refletir. A abrangência do seu poema é imensa. Chegou na hora certa, levantando questões tão profundas e pertinentes que nesse momento só posso agradecer por sua lucidez. Muito obrigada!