17.3.13

amor

Amar é permitir sempre. Amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar. Amar é ter um respeito absoluto pela própria liberdade — e pela liberdade do outro. Amar é compreender sempre. E isso não significa apenas entendimento racional. Vai além, muito além...
Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas.
Mesmo que essas escolhas eventualmente me excluam.

Um comentário:

Edson Marques disse...

Amor!

http://mude.blogspot.com.br/2013/03/amor.html