13.3.13

13

Se você nunca saltar — jamais vai saber se suas asas funcionam.

8 comentários:

Edson Marques disse...

Para você, JA.

http://mude.blogspot.com.br/2013/03/13.html

Edson Marques disse...

Se não for agora, quando?

Tem hora de parar — e tem hora de partir,
tem hora de permanecer quieto e calado num canto,
e tem hora de cantar e de voar.
Agora,
agora não é hora de dobrar as asas,
nem de calar a voz,
nem de catar gravetos para fazer o ninho.
Agora não é hora de sentir remorsos,
nem de buscar consolo, nem de caiar o túmulo.

Agora que estou na beirada,
bêbado de alegria — pronto para o salto,
não me segure em nome de nada.
Não queira impedir-me dizendo que é muito cedo,
ou que é muito tarde,
ou que está escuro, é perigoso, muito alto,
muito fundo, muito longe...

Não!

(...)
Continua.

Edson Marques disse...

O menos veloz nunca atinge o mais veloz.

sonia k. disse...

V. sabe que esse seu poema me agrada demais. Já o publiquei no meu blog faz tempo e hoje passei-o para o facebook.
Beijos e carinhos

sonia k. disse...

Hoje, Dia da Poesia, tenho de deixar meu carinho especial a você, poesia viva que enfeita todos os dias as almas de inúmeras pessoas que o conhecem e admiram.
Grande abraço carinhoso e cheio de admiração sempre.

lola disse...

Mude!! a saludarte

Que cada día sea un camino nuevo, donde todo está por descubrir.

Que tengas un feliz día

Lisa libanesa disse...

Poemar é a tua virtude....
É o teu coração gritando para os que não conseguem te ouvir....
Mas eu te ouço .... só que estou enfraquecida....meu querido poeta!

Continue poemando a vida"

Precisamos de você!


Beijos!!!

Ygo Maia disse...

Linda reflexão.
Devemos nos arriscar. Isso é verdade.
Abraço forte!!
http://ymaia.blogspot.com.br/